Logo RTM

Compartilhe

RTM prevê investimento de R$ 7 milhões em inovação em 2023
PorRTM
Imagem ilustrativa.

O mercado financeiro passa por um momento de rápidas transformações, com muitas novidades que têm trazido benefícios para o consumidor, como a expansão de meios de pagamento, Open Finance e outros.

Diante desse cenário, as startups se tornaram uma grande oportunidade de buscar soluções inovadoras para dores do mercado.  Não é à toa que a RTM vem ampliando investimentos nesta área. Nos últimos cinco anos foram mais de R$ 12 milhões aplicados. Até o final de 2023, esse valor deve chegar a R$ 19 milhões.

Para André Mello, CEO da RTM, a cultura de inovação já está solidificada na empresa e, agora, é hora de dar novos passos. Além do programa de inovação aberta que contempla diversas iniciativas, a área de Inovação e Novos Negócios foi expandida e passou a estar diretamente ligada à diretoria geral.

Confira a seguir a entrevista completa e entenda como está sendo este movimento.

Por que foi importante expandir a área de Inovação e Novos Negócios?

Para ampliar as estratégias focadas em inovar em todos os setores da empresa, pela busca constante de novidades do mercado, pelo aprimoramento e manutenção das técnicas implementadas, pelo cultivo da cultura de inovação e pela prática da inovação aberta, visando interação com o ecossistema. Tudo isso buscando desenvolver soluções e produtos que beneficiem o setor financeiro.

Como essa busca por projetos e produtos inovadores está acontecendo?

Há 7 anos, somos parceiros do programa Darwin Startups, ajudando a acelerar mais de 65 startups. Além disso, participamos de outros programas de inovação, como a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (ACATE) e dois laboratórios de inovações financeiras (LIFT Lab e o LAB). A intenção agora é também encontrar startups que desenvolvam tecnologias para serem agregadas aos produtos da RTM ou novas que tragam soluções para dores do mercado financeiro. Desde 2016, temos participação na BYNE, empresa de comunicação crítica e no ano passado, compramos uma fatia da startup de infraestrutura digital Lina Infratech.

E quais são as áreas de interesse para a RTM?

Atualmente, temos duas frentes quando falamos em inovação aberta na RTM. Uma delas é agregar ao que temos na área de infraestrutura para o mercado, e aí estamos falando de produtos associados à Cloud, Cibersegurança e Data Center, por exemplo; a outra é a busca de produtos que tragam novas ofertas, como o Hub Fundos e o Open Finance.  

Recentemente você esteve no Web Summit Rio. Como foi?

Foi legal por vários aspectos. Primeiro, meu deu grande alegria o Rio de Janeiro sediar o Web Summit, uma das maiores conferências tech do mundo. Trouxe movimento de inovação para a cidade.

O evento permitiu não apenas saber as últimas novidades do mercado de tecnologia, mas permitiu troca de conhecimento e criou conexões que acabam gerando novas visões e insights que bem trabalhados se traduzem em boas oportunidades.  

Queria ter tido mais tempo para a exposição das quase mil startups presentes.   Por serem focadas em determinados nichos, elas conseguem trazer uma visão diferente para solucionar certas dores do setor financeiro, então, é aí que podem aparecer chances para parcerias e novos produtos.

Confira um resumo dos painéis que tiveram destaque no evento. 

Deixe seu comentário

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Newsletter

Cadastre-se e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira-mão.


    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    Veja outras notícias relacionadas

    Imagem de uma mão robótica com a palma virada para cima. Abaixo está escrito "E-book Inteligência artificial e segurança no mercado financeiro: desafios, conformidade e soluções para evitar fraudes e crimes cibernéticos".
    Inteligência artificial e segurança no mercado financeiro
    Imagem em vermelho escuro com a foto de um homem branco, de terno, sorrindo. Ao lado, tem um balão de fala com a afirmação "“Queremos os melhores em serviços de tecnologia para pagamentos, por isso escolhemos a RTM”. Henrique Costa, CTO, e o logo da Pay4Fun.
    Pay4Fun: RTM tem infraestrutura robusta e conhecimento de mercado
    Imagem ilustrativa de um artigo da RTM. Com fundo vermelho e a seguinte pergunta em destaque: O que é sandbox regulatório e como será o novo ambiente de testes da CVM?
    Novo sandbox regulatório: o que muda e como funciona?