Logo RTM

Compartilhe

Por que você deve pensar na adoção de um data center virtual na sua instituição financeira
PorRTM
Servidores de um data center virtual moderno para empresas do setor financeiro.

Entre as principais preocupações em torno da migração para a cloud no setor financeiro estão segurança, privacidade, custos, assim como falta de atendimento e até de entendimento sobre as necessidades e requisitos regulatórios específicos. Tanto que esse movimento é consideravelmente mais lento que o de outros segmentos, apesar da maturidade digital dos serviços oferecidos. 

Ainda assim, as instituições sabem que essa preocupação não significa que elas precisarão ampliar seus data centers on-premise para acompanhar o crescimento de suas operações. Pelo contrário. Elas entendem que precisam ter os benefícios de um data center virtual, ou cloud, pois estão sob a pressão de entregar altos níveis de serviços, como o PIX, e de viabilizar mais agilmente os objetivos corporativos, como os ligados ao open banking — no caso, ainda que numa jornada diferente. 

O uso da cloud privada, por exemplo, já está maduro para muitas delas. Entretanto, para a cloud pública, a maioria das instituições, sobretudo as grandes, não confia mais de 15% de seus workloads, de acordo com o dado do Boston Consulting Group. Ainda de acordo com a consultoria, a maioria delas só leva para a nuvem os SOEs, sistemas que não fazem parte do core. Sistemas críticos permanecem on-premise — e sem planos de irem para a nuvem tão cedo. 

Por que elas deveriam estar fazendo planos de adotar um data center virtual? É sobre isso que falaremos neste post. Responderemos se a adoção da cloud é uma boa opção para as instituições financeiras e, se sim, que benefícios esperar e que fatores levar em consideração ao adotar essa solução. Acompanhe.

Benefícios de um data center virtual para instituições financeiras

O data center virtual nada mais é que a virtualização de uma infraestrutura de TI, ou seja, em cloud. Mas quais são os benefícios da cloud para instituições financeiras? 

Melhor uso dos recursos disponíveis

A virtualização acaba com o problema da utilização, muitas vezes de apenas de 5% a 15%, de aplicações que rodam em servidores físicos.

Escalabilidade

A disponibilidade de recursos em um data center virtual é limitada pelas necessidades da instituição, e não o contrário. Escalá-los ou reduzi-los é uma questão de haver demanda, não de construção de infraestrutura. 

Agilidade

Para atender a necessidade de deliveries contínuos, a construção de nova infraestrutura, assim como o tempo para o provisionamento, precisam diminuir. Se num data center on-premise esse processo pode ser demorado e burocrático, com inúmeros processos e aprovações, na cloud ele está relacionado a alguns cliques.

Redução de custos

A terceirização de toda a parte física da infraestrutura, desde espaço e instalação até manutenção e custos de funcionamento, representa uma economia considerável para a instituição, já que é compartilhada.

Segurança

É possível migrar de um servidor para outro sem quebra, facilitar backup e plano de recuperação, distribuição de recursos e load balance, e melhorar a performance.

Suporte especializado

O suporte em data center virtualizados é feito por um time de especialistas em virtualização, já que esse é o seu core business do fornecedor, o que garante recuperações mais rápidas e redução de danos em casos de incidentes.

Leia também: Entrevista: Banco da China (Brasil) S.A fala sobre serviços de voz e data center

Como escolher um data center virtual 

Antes de tomar uma decisão, leve em consideração os aspectos a seguir. 

Experiência do fornecedor de data center virtual

Contar com fornecedores com experiência comprovada ajuda a garantir a decisão pela solução mais adequada às necessidades da instituição, dada a expertise com virtualização para diversos players e a velocidade de ativação, já que a curva de aprendizado será mais curta. 

Especialização no mercado financeiro

Se o grande receio do segmento em relação à virtualização do data center ou ida para a cloud é a falta de compreensão e de produtos adequados às necessidades regulatórias das instituições do mercado financeiro, adotar um fornecedor especializado no segmento pode dirimir quaisquer inseguranças em relação a esse ponto.

Além de soluções pensadas sob medida para garantir a conformidade dos vários players do segmento, fornecedores especializados fornecem suporte também especializado.

Sistema de monitoramento

A oferta de sistemas de monitoramento 24×7 em toda a infraestrutura de TI provisionada virtualmente e de backup é outro fator que conta para a escolha de um fornecedor. A segurança, tanto em relação a disponibilidade e performance quanto ameaças, é compartilhada entre fornecedor e cliente.

Ainda em dúvida? Confira 7 problemas de não ter um cloud provider especializado no setor financeiro. O material é totalmente gratuito.

Data center RTM: diferenciais para o mercado financeiro

A RTM é referência em soluções em data center pensadas exclusivamente para atender instituições do mercado financeiro. No portfólio, mantém os seguintes serviços:

  • colocation: estrutura física para hospedagem de servidores das instituições no data center RTM, de acordo com os melhores protocolos de segurança física e de recursos;
  • hosting: hospedagem e administração de ativos de TI, como sistemas e bancos de dados, para ambientes críticos;
  • cloud services: ambiente de nuvem especializado no mercado financeiro.

 

Além dos controles ligados à segurança do espaço físico, todas as soluções contam com monitoramento feito pelos melhores softwares de mercado e backup de dados, garantindo a segurança da infraestrutura tanto em performance quanto contra ameaças.

A nuvem do mercado financeiro

A RTM oferece um conjunto de serviços para o gerenciamento de recursos em nuvem, que possibilita ao cliente mais autonomia para dimensionar seus servidores virtuais — aumentando ou diminuindo — com rapidez. 

O RTM Cloud Services segue as especificidades do setor financeiro para ambientes de cloud e conta com opções de suporte que variam de acordo com o nível das suas demandas, podendo incluir atendimento com consultores de negócio, arquiteto de soluções e time pré-vendas especializados. Além disso, seu pagamento é por uso na plataforma. 

Data center virtual: no core de suas operações

Escala, inovação e velocidade são alguns dos benefícios associados à cloud. Se o setor financeiro já não pode passar sem essas habilidades, até então elas ainda pareciam estar em desvantagem na disputa com a estabilidade, segurança e privacidade observada pelo segmento na infraestrutura interna. 

Mas essa mentalidade vem mudando em virtude de demandas regulatórias e necessidades de negócio, que demandarão melhor performance da infraestrutura dos sistemas críticos.

Como visto, produtos como data center virtual, que dão mais controle aos usuários, podem ser um caminho para a conquista da autonomia necessária para as instituições financeiras.

Para saber se essa é a melhor solução de infraestrutura para as instituições financeiras, de acordo com as características de suas operações, fale com um de nossos consultores.

Newsletter

Cadastre-se e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira-mão.


    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    Veja outras notícias relacionadas

    Duas mãos seguram dois blocos de madeira que se encaixam no ar representando o peer-to-peer.
    Peer-to-peer: conceito e aplicações no mercado financeiro
    Foto de Aloísio Mota, um homem branco vestido com terno preto e camisa social branca.
    Head de Negócios fala sobre criação do Grupo Consultivo para fundos
    Homem branco digita em um notebook enquanto trabalha em um ambiente com servidores. Ao lado da foto está escrito: Colocation no Data Center do mercado financeiro
    Colocation: vantagens de alocar seus servidores em espaços físicos