Logo RTM

Compartilhe

Innovation Cross Industry: o que é e como impacta o mercado financeiro?
PorRTM
Quatro executivos, três mulheres e um homem, fazem uma roda em pé enquanto seguram um café, uma prancheta, pastas e um tablet. Ao lado está escrito 'Innovation Cross Industry'.

A Innovation Cross Industry promove a troca de ideias e soluções testadas em um setor para outro. 

Ou seja, tecnologias desenvolvidas em setores avançados como tecnologia da informação, biotecnologia e energia são adotadas em indústrias tradicionais, como manufatura ou agricultura. 

Da mesma forma, esse intercâmbio acontece no setor financeiro. A colaboração entre empresas de diferentes setores resulta em parcerias que podem trazer benefícios mútuos e soluções mais robustas. 

Ao combinar diferentes expertises, é possível abordar problemas complexos de maneiras novas e criativas.

Continue lendo para entender mais sobre o assunto!

Está na hora de explorar mais sobre o presente e o futuro dos meios de pagamentos. Leia nosso material e saiba o que é Banco 3.0, Open Finance, Banking as a service e outras tecnologias!

O que é Innovation Cross Industry? 

Innovation Cross Industry, ou inovação intersetorial, refere-se à prática de aplicar conceitos, tecnologias, métodos e práticas inovadoras de um setor industrial a outro.

Essa abordagem promove a transferência de conhecimento e técnicas entre indústrias distintas, com o objetivo de estimular a inovação e resolver problemas de maneira mais eficiente.

Suas principais características são:

  1. Transferência de conhecimento: leva ideias e soluções testadas em um setor para outro, facilitando a inovação sem a necessidade de reinventar a roda;
  2. Tecnologias emergentes: adoção de novas tecnologias desenvolvidas em setores de ponta, como tecnologia da informação, biotecnologia e energia, em indústrias tradicionais, como manufatura ou agricultura.
  3. Sinergias e colaboração: estimula a colaboração entre empresas de diferentes setores, resultando em parcerias que podem trazer benefícios mútuos e soluções mais robustas.
  4. Resolução de problemas complexos: ao combinar expertises diversas, é possível abordar problemas complexos de maneiras novas e criativas, que um único setor talvez não conseguisse resolver sozinho.

Como esse modelo de inovação funciona?

O modelo de inovação intersetorial funciona por meio da transferência e adaptação de tecnologias, práticas e conhecimentos entre diferentes indústrias. 

Aqui estão os passos típicos envolvidos no processo:

1. Identificação de oportunidades

Em primeiro lugar, as empresas devem fazer pesquisas para identificar inovações em outros setores que possam ser aplicadas em seu próprio contexto. Isso pode envolver análises de mercado, estudos de caso e observação de tendências tecnológicas.

Além disso, também entra aqui a comparação de práticas e tecnologias de ponta em diferentes setores para identificar aquelas que podem oferecer vantagens competitivas.

2. Colaboração e parcerias

Empresas formam alianças estratégicas com organizações de outros setores. Essas parcerias podem incluir joint ventures, consórcios de pesquisa, ou acordos de compartilhamento de tecnologia.

Junto  a isso, se explora a colaboração em projetos de desenvolvimento conjunto onde conhecimentos e recursos são compartilhados para criar novas soluções.

3. Adaptação e customização

Em seguida, é hora de prototipagem e experimentação. Estamos falando de desenvolvimento de protótipos e realização de testes para adaptar a inovação ao novo contexto. Isso pode envolver modificações técnicas, ajustes de processos, e testes de mercado.

Essa etapa também reúne a coleta de feedback dos usuários e stakeholders para refinamento contínuo da inovação.

4. Implementação

O quarto passo é fazer a integração da inovação nos sistemas e processos existentes da empresa, garantindo compatibilidade e eficiência operacional.

Para isso, é importante desenvolver a formação de funcionários e stakeholders. Eles são quem vão assegurar que a nova tecnologia ou prática seja usada de maneira eficaz.

5. Monitoramento e avaliação

Para fechar, realize um monitoramento contínuo do desempenho da inovação adaptada para garantir que está atingindo os objetivos desejados.

Os ajustes devem acontecer sempre com base no feedback e nos dados de desempenho para otimizar a aplicação da inovação.

Um ponto de inovação dentro do mercado financeiro é o Drex. Então, que tal aprender sobre a moeda digital do Banco Central e como ela pode revolucionar o mercado financeiro?

Quais são as aplicações de Innovation Cross Industry no mercado financeiro?

A aplicação de Innovation Cross Industry no mercado financeiro envolve a adoção de tecnologias, práticas e conhecimentos de outros setores para impulsionar a inovação e a eficiência. 

Abaixo estão algumas das principais aplicações e exemplos de uso desse modelo de inovação no setor financeiro!

1. Inteligência artificial e machine learning

Algoritmos de machine learning são utilizados para analisar grandes volumes de dados de mercado, prever tendências e comportamentos de preços, ajudando em decisões de investimento.

Além disso, ferramentas de IA são usadas para avaliar riscos de crédito, detectar fraudes e identificar atividades suspeitas em tempo real.

Por exemplo, a empresa de investimentos BlackRock utiliza sua plataforma Aladdin, que emprega IA para análise de risco e gestão de portfólio, ajudando a tomar decisões mais informadas e precisas.

2. Blockchain e tecnologias de registro distribuído

O blockchain é usado para registrar transações financeiras de maneira segura e transparente, reduzindo a necessidade de intermediários.

A implementação de contratos inteligentes que executam automaticamente termos de um contrato quando condições predefinidas são atendidas.

No mundo real, podemos citar o JP Morgan Chase, que desenvolveu a JPM Coin, uma criptomoeda baseada em blockchain usada para facilitar transações internas entre clientes institucionais, proporcionando liquidez imediata e menor custo de transação.

3. Big data e análise de dados

Mais uma aplicação é a utilização de big data para analisar comportamentos e preferências dos clientes, oferecendo produtos e serviços personalizados.

Essa análise de grandes volumes de dados transacionais serve para identificar padrões e anomalias que possam indicar fraudes.

A bandeira de cartão de crédito Visa é uma das empresas que utilizam big data e análise de dados para detectar fraudes em tempo real, monitorando transações globais e identificando atividades suspeitas rapidamente.

Como Innovation Cross Industry impacta o mercado financeiro?

A inovação intersetorial impacta o mercado financeiro ao introduzir novas tecnologias e práticas que melhoram a eficiência, a segurança e a experiência do cliente. 

Entre os benefícios, destacam-se a aceleração da inovação, uma vez que a adoção de tecnologias de ponta de outros setores promove avanços rápidos, e a redução de custos, já que soluções testadas em outros campos são mais econômicas.

Apesar disso, a inovação intersetorial também traz desafios significativos. A adaptação de tecnologias de um setor para outro pode ser complexa, exigindo customização e integração cuidadosa para garantir compatibilidade e eficiência. 

A resistência cultural dentro das organizações financeiras é outro obstáculo: a implementação de novas práticas pode enfrentar oposição de funcionários acostumados a métodos tradicionais. 

E para fechar, a conformidade regulatória pode ser um desafio e tanto, dado que diferentes setores têm normas e regulamentações distintas que precisam ser consideradas ao introduzir novas tecnologias.

No final das contas, enquanto a inovação intersetorial oferece enormes oportunidades para o mercado financeiro, a sua implementação requer uma abordagem estratégica e cuidadosa para superar os desafios associados.

E assim é com toda nova tecnologia. Agora, vamos entender mais sobre ela quando o assunto é meio de pagamentos. Leia nosso panorama do mercado financeiro e perspectivas para o futuro do setor de pagamentos!

Banner do infográfico sobre o Pix e as perspectivas para o futuro do setor de pagamentos.

Deixe seu comentário

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.
  • Marcio Augusto de Castro 22 de junho de 2024

    Muito bom!

Newsletter

Cadastre-se e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira-mão.


    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    Veja outras notícias relacionadas

    e-book-tecnologias-para-meios-de-pagamentos
    Tecnologias para meios de pagamentos:  tendências para acompanhar de perto
    Montagem com quatro fotos dos participantes dos episódios do videocast RTM Trends
    RTM Trends ganha novos episódios
    Foto do estande da RTM no Febraban Tech 2024 com movimentação de pessoas.
    Número recorde de visitantes em estande no Febraban Tech 2024