Logo RTM

Compartilhe

Febraban Tech 2023: Solução de comunicação crítica e painel sobre inovação são os destaques da RTM no evento
PorRTM
Estande da RTM no Febraban Tech 2023.

A 33ª edição do maior evento de tecnologia e inovação do setor financeiro reuniu milhares de pessoas no Transamerica Expo Center, de 27 a 29 de junho, para debates sobre bioeconomia, IA, tokenização, Open Finance, entre outras tendências. Mais uma vez, a RTM marcou presença com um estande, para receber clientes, promover networking e apresentar a sua mais nova solução: Trade One, uma mesa turret compacta e moderna, que democratiza o acesso a uma plataforma de comunicação para traders de instituições de médio e pequeno portes. 

“O Febraban Tech é um momento muito importante para o mercado financeiro, no qual podemos apresentar e conhecer tendências, fazer relacionamentos importantes e debater os caminhos do setor, que vive um momento de muitas mudanças e desenvolvimento”, afirmou André Mello, CEO da RTM.  

Trade One, mesa turret compacta para traders.
Trade One

O Trade One é um equipamento inovador que utiliza a solução Community como sistema operacional, integrando operadores do mercado financeiro de forma fácil, segura e flexível, via internet. Por meio dela, é possível buscar novos contatos, acessar hotlines contratadas, gravar conversas, entre outras funcionalidades, atendendo a todos os requisitos para auditoria e compliance.

“O custo/benefício da solução proporciona o acesso de instituições menores, ampliando a possibilidade de novos players do mercado utilizarem plataformas de comunicação a preços acessíveis. Com essas soluções, a RTM passa a atender desde as instituições mais tradicionais, com o Trade Solution, mesa turret robusta para comunicação crítica e operações financeiras, até as que buscam soluções mais simplificadas”, destacou André Nazário, CEO da BYNE e diretor de Unidade de Nuvem da RTM.

Painel sobre a influência das startups na inovação do setor financeiro

Foto do painel da RTM sobre a influência das startups na inovação do setor financeiro
Painel da RTM no Febraban Tech 2023

Além da exposição no estande, a RTM promoveu um painel no Auditório de Inovação e Novos Negócios, no primeiro dia da feira (27/06), para falar sobre a influência das startups na inovação do setor financeiro. Guilherme Horn, head do WhatsApp na América Latina, foi o moderador do papo, que contou com a participação de Fernando Freitas, head de Inovação do Bradesco, Marcos Mueller, CEO da Darwin Startups, André Nazário, CEO da BYNE, e Adriane Rêgo, diretora de Negócios da RTM.

Em 30 minutos, eles debateram como possibilitar relações de sucesso entre startups e empresas do mercado, pontuando onde estão as oportunidades e comentando sobre desafios recentes enfrentados pelas startups, como a desaceleração nos investimentos e a crise econômica global.

Freitas, do Bradesco, diz que a lógica utilizada pelo banco é de que a inovação está a serviço de uma estratégia organizacional. É importante se perguntar: quais são as tecnologias ou tendências que vão impactar o setor financeiro? (sejam elas relacionadas a questões regulatórias ou comportamentais). E a partir disto, entender se a melhor opção é comprar, fazer parceria ou produzir em casa.

“Nos últimos cinco, sete anos, tivemos um monte de liquidez absurda e grandes empresas foram forçadas a dar uma resposta para seu conselho e acionistas. Todo mundo saiu fazendo programas de inovação aberta”, comentou. “A minha impressão é que, nos próximos anos, vamos ter alguns ajustes de rotas na inovação corporativa. Esse dinheiro alocado em inovação precisa responder a duas coisas: proteger a relevância da empresa no mercado a curto prazo e garantir a receita do futuro”, destacou.  

Mueller, da Darwin Startups, ressaltou que, nos últimos dois anos, especialmente no universo de fintechs, havia uma sensação de que o dinheiro não ia acabar nunca, com muita abundância de capital e até a precificação errada de algumas startups. Porém, mais recentemente, a crise econômica global e alguns escândalos, como a quebra de um dos bancos mais relevantes do Vale do Silício (onde estão muitas startups), ensinaram que é preciso ser mais pragmático e racional. “Especialmente na fase inicial (no early stage) é preciso enxergar que cada centavo conta. Se aquele dinheiro não for aplicado para trazer um novo cliente ou validar uma hipótese, algo que te deixe perto do próximo checkpoint, o ideal é não gastar”, disse.

Nazário, da BYNE, ressaltou que, em uma parceria entre grandes corporações e startups, a real transformação só acontece quando a inovação é incorporada no core business da empresa. “Às vezes vejo grandes empresas buscando por um produto neste mercado empreendedor quando está faltando algo na sua ‘prateleira’. Essa é uma forma de fazer inovação, mas, na minha opinião, a conexão maior, a diferença, está quando a corporação consegue confiar em trazer o negócio da startup para dentro”, afirmou.

Já Rêgo, da RTM, comentou sobre como estabelecer uma cultura organizacional inovadora dentro das empresas. “Vou usar uma frase do seu livro, Horn, que representa o início deste processo: a inovação tem que começar com a indignação”, disse. “É um processo individual, mas o papel da empresa é deixar o espaço aberto para que um colaborador possa se indignar com um processo burocrático, com um feedback negativo dos clientes, qualquer coisa que ele veja que possa melhorar”. Para exemplificar, ela ainda ressaltou que a RTM surgiu de um processo semelhante, da indignação com a dificuldade de comunicação no mercado financeiro, entre instituições e provedores, lá na década de 90.

Por fim, Horn deixou sua impressão final sobre a discussão, alertando empreendedores que as grandes oportunidades estão onde o mercado ainda é ineficiente – e que existem ainda pontos que podem ser melhorados no setor financeiro.

O painel completo já está disponível no YouTube. Assista abaixo!

Deixe seu comentário

Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Newsletter

Cadastre-se e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira-mão.


    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    Veja outras notícias relacionadas

    Homem de camisa branca digita em um notebook. No lado esquerdo aparece a pergunta: qual a solução ideal de infraestrutura em meios de pagamentos?
    Infraestrutura para meios de pagamento: conheça as soluções da RTM
    noticia-transicao-ceo
    RTM inicia transição de CEO
    Um gráfico aparece em cima de uma mão com a palma pra cima. Ao lado está escrito 'Tecnologia na gestão de ativos".
    Principais inovações tecnológicas aplicadas à gestão de ativos