Logo RTM

Compartilhe

Darwin e Distrito conquistam prêmios de inovação
PorRTM
Darwin e Distrito ganham prêmios no startuo awards

Darwin e Distrito ganham prêmios no startuo awardsTendo a parceria corporativa da RTM, Darwin Startups e Distrito conquistaram os prêmios de melhores aceleradora e hub, respectivamente, no Startup Awards, considerado o “Oscar” da inovação. O anúncio foi feito no CASE + Startup Summit 2020, evento online realizado entre 19 e 23 de outubro. A premiação é promovida pela ABStartups e tem por objetivo reconhecer profissionais e empresas mais influentes do ecossistema nacional de inovação.

“O principal valor dos hubs de inovação está nas conexões e nas oportunidades de negócios geradas entre as startups, as grandes empresas, os investidores e também a academia. Além da comunidade em si, o Distrito possui outras três frentes de negócio que complementam este pacote que oferecemos às startups e potencializam o seu alcance”, pontua Gustavo Araujo, cofundador e CEO do Distrito. “Sem dúvida alguma, este prêmio é o reconhecimento do sucesso deste formato e gostaríamos de agradecer as mais de 60 empresas que hoje investem em inovação aberta através do Distrito”, reforça Araujo, referindo-se aos braços de inovação corporativa, investimentos e inteligência de dados da companhia.

Para falar sobre o tricampeonato e a importância dos parceiros, o Conexão RTM entrevistou Marcos Mueller, CEO da Darwin Startups.

Marcos Mueller - CEO da Darwin StartupsMais uma vez, a Darwin venceu o prêmio de melhor aceleradora do Brasil. Em um ano tão difícil, o que esta conquista representa para vocês?

R: Receber o prêmio pelo terceiro ano consecutivo é uma grande honra para a gente. Ainda em um contexto de enorme incerteza, tomamos a decisão de manter o nosso calendário do ano, com a chamada para dois batches. Entendemos que era o melhor que poderíamos fazer para os empreendedores do ecossistema, que precisavam, mais do nunca, de investimento e apoio para vencer a turbulência. Além disso, tivemos que fazer uma série de adaptações, como tornar nosso programa de aceleração 100% remoto. Por isso, chegar até aqui e receber esse reconhecimento só fortalece a ideia de que tomamos as decisões certas e pudemos, de fato, contribuir com a jornada de empreendedores brasileiros.

O que foi feito de diferente entre 2019 e 2020 para se destacar comparado a outros anos?

R: Além das melhorias implementadas no processo de aceleração, que já estavam planejadas desde 2019, tivemos que fazer muitas adaptações por conta da pandemia, para continuar agregando valor, oportunidades e experiência aos empreendedores e suas startups. Com o objetivo de superar o desafio do isolamento social e a necessidade de ser 100% digital, criamos um programa 1.000% human drive, focado em aproximar ainda mais as startups, os parceiros corporativos e toda a rede da Darwin. 

Também destaco os dois novos programas que a HARDS, nossa aceleradora de hardware, fez em parceria com a RUMO e com a ALGAR, além do lançamento oficial da Origem, uma iniciativa de capacitação e educação empreendedora que nasceu como um produto da Darwin em 2019 e se tornou um spin-off no começo de 2020.

Como vocês superaram as dificuldades impostas pela pandemia neste ano de 2020?

R: Nosso maior desafio foi selecionar e acelerar dois batches – os quais fazemos todos os anos – de forma totalmente remota, mantendo a entrega de valor. Nosso programa sempre foi muito high-touch, com bastante contato com os empreendedores. “Compensar” o isolamento social e criar uma conexão próxima com os empreendedores mesmo a distância não foi uma tarefa fácil. Nossa aposta, como sempre, é no ecossistema e o nosso jeito é sendo human drive.

Reunimos e ouvimos os empreendedores, tentamos entender seus desafios, adequar no que era possível, apoiar no que era necessário. Reunimos os parceiros corporativos, mentores, prestadores de serviço e todos da nossa rede para que pudessem se aproximar ainda mais das nossas startups. A partir desse foco total no empreendedor e na comunidade, apesar de ter todos os cronogramas impactados (quem não teve?), conseguimos manter uma entrega de valor de alto nível, consagrada agora com esse prêmio.

O que planejam para 2021?

R: Estamos trabalhando para conseguir contribuir com todas as etapas da jornada do empreendedor. Em função disso, lançamos a HARDS para atender as demandas específicas do mundo hardware, a Origem, com foco em educação e, para 2021, planejamos o lançamento de outras iniciativas que possam atender de forma assertiva os desafios que encontramos hoje.

Além disso, durante a pandemia, optamos por desativar o nosso escritório sede, em Florianópolis. Para 2021, abriremos o Darwin Spaces e estamos trabalhando para criar este ambiente, mais adequado às necessidades atuais do nosso time e dos empreendedores.

Nosso cronograma do programa de aceleração também será executado no mesmo modelo que aplicamos anualmente, com dois batches. O primeiro deverá abrir processo seletivo ainda no início do próximo ano.

Como a RTM e os parceiros contribuíram nesta nova conquista?

R: Primeiramente, o nosso muito obrigado a toda RTM que, assim como nossos demais parceiros, é fundamental para executarmos nosso trabalho. Especialmente neste ano, pudemos aproximar ainda mais as startups do nosso programa com vocês, agregando muito conhecimento, experiência e oportunidade para os nossos empreendedores.

É de grande valia contar com a experiência dos profissionais envolvidos e todo know-how da RTM para trazer uma visão estratégica do mercado, abrir portas e trabalhar com conjunto com nossos empreendedores.

Newsletter

Cadastre-se e receba todos os nossos conteúdos por e-mail, em primeira-mão.


    Prometemos não utilizar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

    Veja outras notícias relacionadas

    Duas mãos seguram dois blocos de madeira que se encaixam no ar representando o peer-to-peer.
    Peer-to-peer: conceito e aplicações no mercado financeiro
    Foto de Aloísio Mota, um homem branco vestido com terno preto e camisa social branca.
    Head de Negócios fala sobre criação do Grupo Consultivo para fundos
    Homem branco digita em um notebook enquanto trabalha em um ambiente com servidores. Ao lado da foto está escrito: Colocation no Data Center do mercado financeiro
    Colocation: vantagens de alocar seus servidores em espaços físicos